Create a Joomla website with Joomla Templates. These Joomla Themes are reviewed and tested for optimal performance. High Quality, Premium Joomla Templates for Your Site

 

Orientando meu filho no caminho do Senhor

Pr. Jofre Macnelli Aragão Costa

 

Quando nasce uma criança, em lar cristão, os pais começam logo a sonhar com o futuro do filhinho querido, como, há séculos, sonharam Sara e Abraão, Ana e Elcana, Isabel e Zacarias, e tantos outros pais crentes. Não podem deixar de cismar, como a Virgem Mãe que, ao ouvir as palavras de adoração dirigidas pelos pastores de Belém ao seu Filho Maravilhoso, “guardava todas estas palavras, meditando-as no seu coração” (Lucas 2:19).

O nascimento de uma criancinha é um acontecimento notável, capaz de despertar não somente as mais lindas esperanças, como também as mais sombrias apreensões. Surgirão nos nossos corações perguntas como estas: “Qual será a missão que desempenhará esta criança no seio da sociedade? Será ela uma bênção para as gerações futuras, como o foi o filho de Abraão?

O que fazer para orientar nossos filhos ante a este dilema? Como devemos orientar nossos filhos?

Gn. 18:19. "Porque Eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do Senhor, e pratiquem a justiça e o juízo; para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que tem falado a seu respeito."

Esta passagem chama os pais para dirigirem seu filhos. A minha oração é que nestes dias nós sejamos colocados face a face com a tarefa de dirigir nossas crianças, e que Deus possa corrigir nossas falhas e também nos levar a obediência.

A porção deste verso que eu quero olhar neste momento é a seguinte: "Para que ordene a seus filhos e a sua casa". Esta passagem nos chama a ordenar a nossa casa. Deixe-me colocar aqui , aquilo que já é óbvio. Este chamado para que nós dirijamos as nossas crianças, implica que elas precisam de direção. As crianças não tem um conhecimento maduro, não conhecem a si mesmas, não possuem experiência da vida, elas pedem direção. E a palavra aqui é que nós devemos por ordem, é colocar as coisas no lugar certo. Nós precisamos dirigir nossas crianças, o que descreve um relacionamento de autoridade. Nós somos pessoas chamadas para dirigir nossas famílias. Deus tem nos dado autoridade para assim agir.

Razões Para Orientá-las

Quais são algumas razões pelas quais as crianças precisam se submeter a nossa autoridade? Por que as crianças precisam de alguém que lhes diga o que é bom para elas? Quais são as necessidades, de uma criança, que pedem direção? Como que as crianças se beneficiam recebendo direção? Essas são as perguntas que queremos responder através da Palavra de Deus.

A primeira razão é que ouvir os pais, é o meio pelo qual o filho ou a filha adquire o entendimento e o temor do Senhor. Há alguma coisa em ouvir e responder aquilo que uma pessoa sábia diz e isto ensina a criança a aprender o temor do Senhor. Em Pv.2:1-5 é apresentado uma resposta sábia à correção e à direção, pois as palavras do pai tem sido aceitas sendo postas no depósito e o coração se aplicou ao entendimento, e, o filho, tem recebido entendimento e discernimento, pois é através de ouvir o pai que a criança encontra o conhecimento de Deus. Por isso nós precisamos ser dedicados no instruir nossas crianças. Nós não devemos permitir que as nossas crianças não recebam estes ensinamentos, pois a criança que não ouve a instrução de seu pai não vai aprender o temor do Senhor e, sem o temor do Senhor, ela não vai encontrar o conhecimento de Deus. É conhecendo o temor de Deus que há a possibilidade de se conhecer a Deus. Então uma das razões porque as crianças precisam da direção dos pais é que assim elas aprenderão o temor do Senhor. Nesta passagem você encontra muitas bênçãos que se seguirão à obediência, e estas bênçãos não virão sobre a criança que não ouve a instrução dos pais.

A segunda razão pela qual as crianças devem receber a direção dos pais é que este é o meio pelo qual a filha e o filho crescerão em sabedoria e ganharão entendimento (Pv.4:1; Pv.13:1; Pv.19:20; Pv.23:22).

A terceira razão é que, recebendo a direção dos pais, a criança terá condição de conhecer a atitude de ser discreto e evitará problemas (Pv.5:1-2). Neste texto são mencionados muitos avisos e advertências com relação a perigos que serão evitados através do ouvir a instrução dos pais (Pv. 5:7). Em Pv. 7:13 menciona os sentimentos de tristeza do homem que não deu ouvidos aos pais. Como é que a criança pode atravessar o desafio da fornicação, da atração e do prazer sexual? Como é que se pode olhar para estes perigos com um julgamento maduro? Pois o nossos jovens não têm se livrado destes perigos e os jovens estão agindo de maneira que desonram a Deus no seu comportamento. As nossas crianças precisam saber que o pecado do sexo haverá de trazer resultados terríveis, e este texto nos diz que isto é aprendido pelo ouvir a instrução dos pais. Pais vocês precisam instruir as suas crianças, ensinem as suas crianças o temor do Senhor, dêem a elas direção, ajude-as a aprender a ouvi-lo, e você tenha discernimento para ver se elas estão ouvindo, encontre um jeito de envolvê-las na conversa como Salomão em Pv. 7:24-27. Como é que o jovem pode alcançar esta sabedoria? ele a ganha por recebê-la através da instrução dos pais.

A quarta razão é que receber a direção dos pais é o meio pelo qual os filhos podem desfrutar das bênçãos prometidas. A criança que receber tal instrução, terá poucas lutas ou dificuldades na vida (Pv.1:8-9). Pois a instrução dos pais será como uma grinalda sobre a cabeça e como um colar, e a criança que recebe esta instrução será grandemente abençoada. As palavras dos pais são vida para a criança, trazem saúde para o corpo todo (Pv.4:20- 22). "Aqueles que me encontram, encontram o favor do Senhor e encontram vida", e a criança que recebe instrução dos pais, de todos os lados recebe bênçãos para sua vida (Pv.8:32-36).

A quinta razão pela qual as crianças devem receber instrução dos pais é que recebê-la é o meio pelo qual o filho ou filha gozará a bênção de uma vida longa. Eles haverão de prolongar as suas vidas e trazer a prosperidade (Pv.3:1-2 e 4:10). Em Pv.7:2 é dito: "observe o meu mandamento e vive." A promessa de uma vida longa em Efésios 6:1-3

tem a sua raiz no Velho Testamento. A bênção da vida longa é uma das coisas que Deus coloca sobre a criança que recebe a instrução dos pais.

 

Conclusão

As crianças precisam da orientação dos pais. Elas não entendem o quanto elas necessitam disso, pois nós vivemos em uma época em que não se faz isso com freqüência. A nossa cultura diz que a criança tem o direito de escolha em tudo e, temos assim, entregado a elas a responsabilidade da decisão. Mas elas não estão preparadas para tomar as decisões sábias e acertadas, e a evidência desta falha está em todo o mundo.

Nós não podemos tratá-las como se elas tivessem maturidade para um bom julgamento, nem como se estivessem equipadas para tomarem decisões sábias. Eu não estou sugerindo que devamos ser pais duros e ruins, nem que devamos ser super exigentes e nada bondosos, mas nós precisamos prover direção para nossas crianças. O que eu quero olhar é como nós podemos dar estas instruções às crianças? Como podemos falar coisas profundas às suas vidas? Como podemos passar além do comportamento para irmos então até os seus corações? Nós precisamos aprender como dar a direção para que elas possam aprendê-las.

Pr. Jofre Macnelli Aragão Costa